7 desenhos bizarros dos anos 90 que você não queria lembrar (e suas influências estranhas sobre a minha psique)

Os anos 90 foram toda aquela maluquice. Você se lembra, não é mesmo? Ou devo refrescar sua memória? Pense em brinco numa orelha só. Pense em Mega Drive. Pense em Seinfield. Lembre-se da MTV. Cazé Peçanha. Twister. Volcano. GoldenEye. Smashing Pumpkins. Macarena. Rodolfo e ET. Arquivo X. TV Colosso. Spin City. Vengaboys. Planeta Xuxa. A Viagem. Power Rangers. Deixe toda a avalanche de cultura reprimida vir à tona.

De certa forma, é como abrir um arquivo de lembranças esquecidas num porão. Você sabe que o porão está lá. Você sabe que tem umas caixas lá. Você até se recorda que tem umas teias de aranha lá. Mas você não quer mais entrar lá.

George-Michael-earringPor quê? Tente lembrar o motivo que te impede de entrar lá. Eu acho que você sabe. E eu também sei. O constrangimento é grande demais. Você não quer reviver aquela bad trip over and over again.

Mas hoje estamos aqui para que você se recorde de histórias coloridas que ainda estão lá, naquela caixinha que você quer manter lacrada e enterrada no subsolo da sua consciência. Histórias imaginárias, inventadas por artistas criativos, oriundos das letras e da animação. Pessoas como eu e você, que escutavam Hanson e assistiam Anos Incríveis.

Permita-me hoje ser o seu guia em um singelo cardápio de Cartoons, onde a liberdade para recordar e fazer associações livres será total. Permita-se olhar esse monstro da saudade olho no olho. Encare-o de frente. Não fuja. Mostre a ele que você cresceu e apareceu. Recline sua cadeira e embarque comigo neste diário de bordo do Mundo da Lua, onde tudo pode acontecer…

garoto-enxaqueca

Garoto Enxaqueca

1 – Garoto Enxaqueca

Este é só para aquecer os neurônios. Um amável garoto em preto e branco, desenhado de forma simples, quase tosca, era acometido por terríveis enxaquecas praticamente todas as vezes em que seus vizinhos tentavam algum tipo de aproximação.

Sua reação costumava ser de alguma forma violenta e seu estado de humor oscilava entre sarcástico/alucinado e maníaco/depressivo. Ambientado nos subúrbios norte-americanos, este cartoon tinha duração de apenas 30 segundos e era veiculado nos intervalos da MTV a partir de 1996.

Influência Estranha: Provavelmente não me fez bem, pois depois de assisti-lo várias vezes eu comecei a andar cabisbaixo e até iniciei uma graduação em Jornalismo. Sabe lá Deus onde eu iria parar… Por sorte, encontrei a redenção após passar os últimos 20 anos zapeando outros canais na TV a Cabo.

CatDog

CatDog

2 – CatDog

Vamos iniciar a palhaçada de verdade agora. Como não querer esquecer este desenho desesperadamente? Eu digo, olhem pra isso! Jesus! Onde os criadores dessa aberração genética estavam com a cabeça? Ou melhor, quantos episódios de Mad About You eles foram obrigados a assistir antes de aparecerem com essa ideia?

É um cachorro grudado num gato! Irmãos siameses de espécies distintas… Seus pais eram um sapo e um tipo de Pé Grande. Após a passagem de um tornado, os irmãos inseparáveis foram morar na cidade de Nearburg junto de um rato azul que parece humano. Eu deveria mencionar novamente a palavra aberração? Foi exibido a partir de 1998 nos canais Nickelodeon, Globo, Band e SBT.

Influência Estranha: Após assistir o primeiro episódio eu me senti muito bem, a ponto de abraçar pessoas desconhecidas na rua e acreditar que eu poderia unir os seres humanos apenas oferecendo-lhes apoio e atenção. Três minutos depois, fui colocado à força num ônibus da prefeitura, que me largou na divisa da comarca.

o-maskara-desenho

O Máskara

3 – O Máskara

Como se o filme não fosse suficiente, O Máskara ainda nos legou seu desenho animado, onde o espírito brincalhão da máscara verde aprontava das suas por toda a cidade, neste cartoon exibido a partir de 1995 na Globo e no SBT.

Impossível não lembrar de Jim Carrey no papel que lhe consagrou nos cinemas ao assistir este desenho, em que o bancário Stanley Ipkiss e seu cachorro Milo encarnam o Deus Loki, enquanto a repórter Peggy Brandt esconde segredos e paixões.

Influência Estranha: Passei a fazer anotações num diário, onde todos os dias eu descrevia minha atividade cerebral desde a hora em que eu acordava até a hora em que o desenho começava na televisão. Eram cerca de duas horas de registro em tempo real. Isto durou cerca de 1 ano, período do qual ainda guardo uma série de cadernos, contendo um rabisco horizontal contínuo de caneta em todas as páginas.

super-mario-bros-super-show

Super Mario Bros. Super Show!

4 – Super Mario Bros. Super Show!

Para tudo! Só preciso de 10 segundos da sua atenção. Olhe atentamente para o GIF ao lado…

Então, o que achou? Ficou com aquele gostinho de quero mais? Nem eu.

Foi exibido em 1991 no Xou da Xuxa e consistia nas aventuras dos Irmãos Mario e Lugi, inspirada no… (pausa para o suspense) …jogo de videogame Super Mario Bros. A série teve apenas uma temporada, mas com surpreendentes 65 episódios, e era dividida em uma parte filmada com atores reais, numa espécie de sitcom, e outra em forma de cartoon.

Influência Estranha: A fidelidade deste desenho ao jogo era enorme e recordo que durante vários meses minha mãe teve que esconder o desentupidor de pia, porque eu tinha vontade de usá-lo em orifícios desencanados – como a boca de meu irmão Pedro, que tinha 17 anos e, às vezes, voltava para casa ébrio tarde da noite e roncava muito.

Ok, acho que vocês não precisavam ter lido isto…

as-novas-aventuras-de-he-man

As Novas Aventuras do He-Man

5 – As Novas Aventuras de He-Man

Como assim, produção? He-Man teve uma continuação? Pois é, por essa você não lembrava. Foi exibida na Globo entre 1994 e 1995, também com 65 episódios. Agora com nova roupagem, esta série foi lançada em paralelo com a linha de brinquedos do personagem.

Nessas novas aventuras, o homem mais forte do universo foi convocado para defender o planeta Primus dos mutantes malvados do planeta vizinho, Denebria, enquanto Esqueleto torna-se aliado dos Denebrianos. Todos os personagens secundários da antiga série foram abandonados e o tom era bastante diferente do He-Man original (que até hoje me causa arrepios com aquela trilha sonora clássica).

Influência Estranha: Aparentemente nenhuma. Senti apenas um leve comichão no olho esquerdo, que sarou rapidamente após arrancá-lo da órbita e lavá-lo com água corrente e sabão neutro.

dr-katz

Dr. Katz

6 – Dr. Katz

Este desenho era incrível, pois tínhamos um terapeuta meio esquisitão, que não passava muita confiança e vivia cheio de dúvidas. Foi um dos poucos desenhos a não receber dublagem no Brasil, sendo exibido de 1995 a 1999 com legendas em 81 episódios. Uma de suas características mais marcantes eram os traços, pois os personagens tremiam o tempo inteiro enquanto o fundo era estático.

As falas eram geralmente ácidas, profundas, reflexivas e pausadas, o que permitia que o espectador também abordasse os dilemas em sua própria mente. Os diálogos eram desenvolvidos pelos roteiristas após o desenho estar pronto, numa técnica chamada de retroscripting. Os pacientes do Dr. Katz eram humoristas e atores famosos.

O filho de 25 anos do terapeuta parecia alguém que também necessitava de ajuda, assim como sua antipática secretária. Katz era apaixonado por uma garçonete, mas nada acontecia de verdade entre eles. A música de encerramento de cada episódio avisava ao próprio protagonista de que era hora de encerrar a consulta.

Influência Estranha: Para falar a verdade, este cartoon teve consequência terríveis na minha personalidade. Passei a acreditar que a vida seria algo comum e que nada de extraordinário aconteceria comigo. Que eu teria problemas como qualquer outra pessoa a, às vezes, decepções amorosas me atormentariam. Ou que, depois de uma série de compras mal planejadas, eu ficaria sem dinheiro e recorreria a empréstimos. Desiludido com esses pensamentos, optei por abraçar uma aposentadoria prematura em meu quarto, onde tenho uma vida de rei no jogo Second Life.

a-vaca-e-o-frango

A Vaca e o Frango

7 – A Vaca e o Frango

Para encerrar essa baboseira. Aqui temos uma vaca que é irmã de um frango, onde os dois são filhos de humanos. A vaca possui um alter-ego chamado Super Vaca, que pode voar e falar espanhol. O vilão é um sujeito nu de vermelho chamado Bum de Fora.

Os pais da vaca e do frango são chamados de Pai e Mãe. Os dois possuem apenas a parte inferior do corpo, ou seja, têm apenas pernas. O frango costuma ser radical, grosseiro e temperamental. Seu primo é um frango desossado que fica estirado no chão. A série foi produzida entre 1996 e 1999, sendo exibida no Cartoon Network e na Rede Record.

Hummm… Ok, acho que chega de bizarrice dos 90 por hoje.

Influência Estranha: Passei a praticar esportes náuticos, como jet-ski e vôlei de praia. Comecei a ler o Antigo Testamento, mas desisti depois da terceira briga entre os descendentes de Abraão por poços artesianos e mulheres. Depois disto, resolvi conhecer o mundo como andarilho e atualmente já estou com o planejamento dessa grande aventura bem adiantado.

Anúncios

7 comentários sobre “7 desenhos bizarros dos anos 90 que você não queria lembrar (e suas influências estranhas sobre a minha psique)

  1. Olá Tiago!
    Peguei mais a fase do final dos anos 90 e início dos anos 2000. Na época eu adorava desenhos animados, mas com o passar dos anos fui achando tudo aquilo desnecessário. Com 7 anos, parei de assistir televisão… mas até hoje tenho que rir das lembranças!
    Adorei a postagem!
    Abraço

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s